Este é o nosso blog, aqui você vai encontrar curiosidades e trechos de historias marcantes na literatura, maravilhosos sonetos, mais de dez musicas, nossos livros preferidos e finalmente os poemas criados por nós mesmos! 
Blog dos alunos: Maria Cecilia, Sara Costa, Carla Eduarda, Thais Rosa e Matheus Soares. 

Este é o nosso blog, aqui você vai encontrar curiosidades e trechos de historias marcantes na literatura, maravilhosos sonetos, mais de dez musicas, nossos livros preferidos e finalmente os poemas criados por nós mesmos! 

Blog dos alunos: Maria Cecilia, Sara Costa, Carla Eduarda, Thais Rosa e Matheus Soares

Inesquecíveis historias de amor !

”Capitu derreou a cabeça, a tal ponto que me foi preciso acudir com as mãos e ampará-la, o espaldar da cadeira era baixo. Inclinei-me depois sobre ela rosto a rosto, mas trocados, os olhos de uma na linha da boca do outro. Pedi-lhe que levantasse a cabeça, podia ficar tonta, machucar o pescoço. Cheguei a dizer-lhe que estava feia; mas nem esta razão a moveu. 
-Levanta, Capitu!
Não quis, não levantou a cabeça, e ficamos assim a olhar um para o outro, até que ela abrochou os lábios, eu desci os meus, e…
Grande foi a sensação do beijo”

 

Diverta se AQUI

Saiba mais AQUI

Leia muito AQUI  

Sonetos

Clique aqui e saiba mais sobre sonetos! 

”Amor é fogo que arde sem se ver,
é ferida que dói, e não se sente;
é um contentamento descontente,
é dor que desatina sem doer.

É um não querer mais que bem querer;
é um andar solitário entre a gente;
é nunca contentar-se de contente;
é um cuidar que ganha em se perder.

É querer estar preso por vontade;
é servir a quem vence, o vencedor;
é ter com quem nos mata, lealdade.

Mas como causar pode seu favor
nos corações humanos amizade,
se tão contrário a si é o mesmo Amor?”

  - Luis Vaz de Camões 

Se eu fosse um padre

”Se eu fosse um padre, eu, nos meus sermões,
não falaria em Deus nem no Pecado
- muito menos no Anjo Rebelado
e os encantos das suas seduções,

não citaria santos e profetas:
nada das suas celestiais promessas
ou das suas terríveis maldições…
Se eu fosse um padre eu citaria os poetas,

Rezaria seus versos, os mais belos,
desses que desde a infância me embalaram
e quem me dera que alguns fossem meus!

Porque a poesia purifica a alma
… a um belo poema - ainda que de Deus se aparte -
um belo poema sempre leva a Deus!”

 - Mário Quintana 

 

Soneto 35 

”Não chores mais o erro cometido;
Na fonte, há lodo; a rosa tem espinho;
O sol no eclipse é sol obscurecido;
Na flor também o inseto faz seu ninho;

Erram todos, eu mesmo errei já tanto,
Que te sobram razões de compensar
Com essas faltas minhas tudo quanto
Não terás tu somente a resgatar;

Os sentidos traíram-te, e meu senso
De parte adversa é mais teu defensor,
Se contra mim te recuso, e me convenço

Na batalha do ódio com o amor:
Vítima e cúmplice do criminoso,
Dou-me ao ladrão amado e amoroso.”

   - William Shakespeare 

 

 

Soneto de Fidelidade 

”De tudo ao meu amor serei atento
Antes, e com tal zelo, e sempre, e tanto
Que mesmo em face do maior encanto
Dele se encante mais meu pensamento.

Quero vivê-lo em cada vão momento
E em seu louvor hei de espalhar meu canto
E rir meu riso e derramar meu pranto
Ao seu pesar ou seu contentamento

E assim, quando mais tarde me procure
Quem sabe a morte, angústia de quem vive
Quem sabe a solidão, fim de quem ama

Eu possa me dizer do amor (que tive):
Que não seja imortal, posto que é chama
Mas que seja infinito enquanto dure.”

      - Vinicius de Moraes